Fabio Benetti

RETRATO BAIXAS (6).jpg

Nascido em 1970 em São Paulo, o artista vive e trabalha na Capital. Benetti opera no campo da experimentação contínua utilizando minérios e exposição ao sol, num processo de investigação do impacto das mudanças climáticas sobre esses materiais, como espécies de fotografias da manifestação da natureza em face de nossa crítica situação ambiental.

O artista  participou  de um laboratório numa construção civil que foi crucial para  o desenvolvimento de sua técnica própria, lidando com diversos tipos de materiais, dentre eles caulim, barita, cálcio, calcário e outros minérios, descobrindo a reação dos mesmos quando se misturavam, percebendo no canteiro de obra modificação por si só dos materiais em face de radiação solar, o que instigou ainda mais seu anseio pela investigação e experimentação contínua de diferentes materiais e a forma como se modificavam no decorrer da secagem quando expostos ao sol.

Podemos dizer que seu processo se divide em dois momentos, no primeiro o artista  é protagonista, orquestrando os materiais e condições de partida para que cada trabalho comece a ganhar vida; num segundo momento, como observador, no processo de maturação da alquimia dos materiais expostos ao sol, que vai maturando a obra conforme as condições climáticas do momento, arbitrando o tempo certo de incidência do sol, umidade e temperatura, abrindo fissuras e dando oportunidade para novas possibilidades de cores e formas. Ora o artista está no gestual e sendo preponderante do fazer a obra, ora o artista está como espectador, observando a ação da natureza agir como autora principal na finalização de cada obra.

Benetti serve como força propulsora do fazer, proporcionando todas as condições aos materiais naturais e sintéticos e os expõe ao sol, observando a obra maturar e se modificar no tempo elegido, constituindo um processo de cocriação contínua entre o artista e a natureza; cada temperatura que o sol irradia na obra faz dela ser singular pelo momento da maturação onde o artista passa a ser espectador.

FABEN.jpg